Também Tenho Blog

Coração ta cheio

15 coisas que aprendi em 2016

2016 foi um ano dificinho pra todo mundo e pela primeira vez eu me senti incluída na onda de countdown pra que esse ano acabe logo por JÁ DEU. Como tudo que é difícil na vida a gente nunca perde, sempre aprende queria registrar aqui esses ensinamentos porque por mais que eu aprenda, a gente tem que escrever e deixar registrado…

Um alô da Escócia

Primeiramente, oi gente. Eu ando muito sumida desse blog mas deixa eu contar… Apesar nas inúmeras viagens e parecer sempre feliz em todas elas eu andava muito deprimida. Perdi 7kg, tomei calmantes e remédios pra dormir 🙁 eu não sabia o que estava acontecendo comigo, a solidão que eu sentia era um desconfortável som surdo que preenchia meus dias. Eu…

Até quando terei que me despedir das pessoas?

Essa foi uma frase que eu disse aos prantos pra uma amiga que estava do outro lado do oceano escutando meus 120 áudios do whatsapp. É muito difícil se despedir de alguém e mesmo que essa pessoa não necessariamente morra, no meu caso, eu sei que muita gente que conheci nessa vida eu provavelmente nunca mais irei ver novamente. De certa…

Viaje sem culpa – volte sem nada

“Eu tenho uma conhecida na internet que acompanho nas redes sociais há mais ou menos dois anos. Ela é uma garota legal e inteligente que escreve em um blog e recentemente decidiu voltar para a Europa para fazer um mestrado em uma área que, por muitas razões, provavelmente não irá guiá-la a um grande emprego. E ela sabe disso, acredito,…

Paris, 16 de novembro de 2015

Hoje poderia ser mais uma segunda feira que eu acordaria com dificuldade de abrir os olhos por ter ido dormir tarde demais na noite anterior depois de uma viagem sensacional que fiz no final de semana. Ao sair do metro, estaria no centro de Paris e iria sorrir completamente apaixonada pelo o que a vida me trouxe. Mas hoje a cidade…

Hello from de other side

Mais um sábado a noite em Paris. Lá fora não faz frio, os bares estão cheios e as ruas estão lotadas de gente de todo lugar. Por onde a gente anda, escuta um idioma diferente. Eu decido ir pro meu quarto, fechar a porta e olhar pro teto. O que deve ser mais maravilhoso que ter Paris lá fora? Olha…